28
fev

Destruição do piso de igreja gera problema para padre




0012-a-logusa51ab11aabalaA comunidade católica de Divino, que até então vinha se mobilizando na tentativa de impedir o padre José Flávio de seguir com o projeto de trocar o piso da igreja Matriz, se entristeceu com a notícia de que o piso histórico acabou sendo destruído por determinação do padre.
Conservadores da igreja centenária entendem que a decisão do pároco feriu a memória viva do município, considerando que a história da Igreja Divino Espírito Santo, remete à época do povoamento de Divino.
O pedido de manter o piso original foi enviado com antecedência ao padre após uma análise de que não existia a necessidade da obra. O piso estava em bom estado de conservação, podendo ser feita, adequadamente, uma restauração em alguns pontos, mantendo assim o piso antigo, as cores e o estilo que preserva a história da igreja construída pela população em 1944.
Membros do Conselho de Preservação do Patrimônio Histórico, considerando toda essa história do município, tinham esperança que o padre iria manter o piso original da igreja e preservar o cartão postal da cidade inalterado.

Como estava o antigo piso

0012-a-logusa51ab11aabalabcdeNa intenção de impedir a continuidade dos trabalhos para a troca do piso, até um encontro para apresentação de um oficio com documentos históricos da igreja sob a forma de inventário e preservação do patrimônio, foi realizado. Mas sem chance.
Resta agora saber como os fiéis vão conduzir o assunto, uma vez que o que não podia ser feito, está feito.

Piso Todo Destruído

piso-igreja-divinoA igreja Matriz de Divino está no mesmo lugar onde localizava-se um capela erguida pelos primeiros habitantes da região. A história relata que eles tinham a idéia de fundar um povoado no local. Ficou combinado que seus autores fariam uma excursão e no local exato que parassem, fincariam uma bandeira com a insígnia do Divino Espírito Santo, de que eram devotos. Iniciada a excursão, verificou-se a parada na foz do ribeirão São João do Norte, onde foi realmente construída a capela.

INTERVENÇÕES

A Igreja sofreu algumas intervenções ao longo dos anos. O altar era mais recuado, e estava onde hoje se localiza a sacristia e a Capela do Santíssimo. Esse era dotado de retábulos e piso de madeira. O afresco da abóbada foi pintado e os pilares eram revestidos por madeira. A escada que conduz ao coro era distinta da atual, pois era de madeira e não possuía a forma arredondada. Originalmente, a fachada frontal possuía apenas uma portada central, como se pode observar em fotografias antigas da Igreja. As duas portadas laterais foram acrescidas posteriormente.

MONUMENTO

O monumento foi construído em frente à Igreja Matriz do Divino Espírito Santo em comemoração ao centenário de existência da paróquia e é constituído, basicamente, por alvenaria e metal.
O monumento se destaca no contexto da Praça da Igreja Matriz e foi instalado em um local que possui uma vista privilegiada para o centro da cidade, assim como a Igreja Matriz
A Igreja, em estilo neogótico, forma um conjunto paisagístico com a Praça Genserico Nunes. Ligando as duas, em 1960, foi construída uma escadaria, ladeada por amplo gramado.

Por Jornal O Campeão News e fotos portal caparaó

2 Comentários


  1. Edu on 01 mar 2011

    Meu Deus ainda bem que este padre não foi mandando para cidades históricas …. é um desrespeito a cidade.

  2. Filipe Ferraz on 01 mar 2011

    Que triste. Fui batizado nesta igreja que é simplesmente uma das mais bonitas da região. Espero que esta infeliz ação do Padre pare no piso!
    PS: Claudio, veja se consegue fotos do teto da igreja, é muito bacana.


Deixe seu comentário


Copy Protected by Chetans WP-Copyprotect.